25 de jan de 2014

Última parada: Tallinn

Tallinn foi nossa última parada nos Bálticos e foi também a única cidade visitada na Estônia, por uma questão de escolha.
Após pesquisar, achamos que os interiores da Letônia e Lituânia seriam mais interessantes e mesmo sem saber o que perdemos na Estônia não nos arrependemos, porque tudo na viagem valeu muito a pena. E no fim das contas, fica um motivo para voltar, porque vontade não falta.
Tallinn é a grande estrela dos Bálticos e destino de turismo super em alta entre os europeus. E é claro que isso não é à toa. A cidade medieval de Tallinn é uma das mais belas do mundo. É limpa, bem conservada, charmosa até dizer chega e te faz ser transportado no tempo em um clima de magia e romantismo.
A capital da Estônia é uma cidade grande e bem desenvolvida. Conta com uma boa estrutura de turismo, principalmente após ter sido capital europeia da cultura em 2011. Só para você ter uma ideia do que eu estou falando, no aeroporto de Tallinn existem totens com computadores com acesso gratuito à internet espalhados por todo o saguão, algo que nunca vi em lugar nenhum do mundo.
A cidade é moderna, com prédios altos e envidraçados, mas não é isso que interessa por lá. A minha dica é: vá direto para a cidade velha, se perca nos limites de seus muros e mergulhe fundo em sua atmosfera medieval. A experiência é incrível.
Comece seu passeio pelos Portões de Viru, que não deixam dúvidas que você chegou ao lugar certo. Ao avistá-los de longe, a imagem vem com legenda: “Daqui para frente, um novo velho mundo te espera.”
Nos limites do muro, a cidade é divida em Alta (Toompea) e Baixa e não há segredo para explorá-las: basta caminhar sem rumo por suas ruas labirínticas e charmosas e todos os caminhos te levarão ao que interessa. Mas não se preocupe em encontrar nada. Em Tallinn, a maior atração é o próprio caminho a ser percorrido.

Após passar pelo portão, seguindo reto pela Rua Viru, você irá necessariamente chegar ao Prédio da Prefeitura, com seu estilo gótico, um dos cartões postais de Tallinn. 
A Rua Viru
No caminho, lojinhas, restaurantes e cafés deliciosos convidam para uma parada. Não tem como não se sentir tentado a comprar uma matrioshka ou uma iguaria típica do país na loja de temperos que fica próxima ao portão de entrada.
O famoso prédio da Prefeitura fica localizado na belíssima praça homônima, cujo cenário é complementado por edifícios coloridos, igrejas, restaurantes, um mosteiro e uma farmácia, que está ali desde 1422, cujo interior intocado nos permite voltar ainda mais fundo no tempo. Vale uma visita.
O Prédio da Prefeitura visto de outro ângulo
O incrível detalhe da arquitetura
E o conjunto de prédios coloridos da Praça da Prefeitura
Uma das coisas mais interessantes em Tallinn é observar sua arquitetura medieval. Para isso, um dos passeios imperdíveis é caminhar acompanhando as muralhas da cidade, com suas inúmeras torres medievais. 
O caminho em torno dos muros da cidade velha
O problema é que é quase impossível seguir uma linha reta por lá: sempre que olhamos para o lado, a vontade é de entrar em uma ruazinha qualquer para explorar as constantes surpresas de suas esquinas.
Algumas atrações pelas quais não se deve deixar de passar na parte baixa da cidade são suas igrejas, a Passagem de Santa Catarina, o Mosteiro Dominicano e as casas Três Irmãs.

A passagem de Santa Catarina
Depois de andar bastante, comece a subir rumo à Cidade Alta, por meio de escadinhas e portais de entrada. Se prepare para as vistas de tirar o fôlego!


A primeira coisa que você verá será a Catedral Alexandre Nevsky, mais uma belíssima igreja ortodoxa dos Bálticos (talvez a mais bela e grandiosa de todas). 

A catedral é de babar, mas infelizmente tive o azar de pegá-la em reforma. Faz parte... é necessário para que esse lugar continue conservando sua beleza. Ainda assim, pude apreciar seu riquíssimo e dourado interior e perceber o quanto sua fachada é linda e imponente. Depois de visitar a Catedral, bom é se perder pelo Castelo de Toompea e seus jardins.
O Castelo De Toompea
Após, o destino é subir pela Rua Pikk até o mirante Patkuli, o ponto alto da visita a Tallinn, não sem antes apreciar as belezas que o caminho oferece.
Um esquina qualquer de Toompea
Uma praça pacata...
E a passagem que leva ao mirante:
Tallinn vista do alta é ainda mais incrível
A cidade conta ainda com diversos museus, mas acho sinceramente desnecessário entrar em um quando a rua pela qual você anda é um verdadeiro museu a céu aberto.
Além disso, por ser muito voltada para o turismo, a cidade acaba entrando de verdade no clima medieval e para todo lado você encontrará pessoas vestidas com roupas de época manuseando carrocinhas antigas quem vendem de tudo, incluindo umas castanhas caramelizadas feitas na hora, que exalam um cheiro incrível. 
Tudo isso dá a Tallinn um certo clima de magia, que faz com que andar por suas ruas se torne uma experiência inesquecível.


Vale lembrar que Tallinn fica situada no litoral do Golfo da Finlândia, bem pertinho de Helsinki. Diversas balsas saem diariamente da cidade rumo à capital finlandesa. Não resisti em fazer o passeio e passar um dia por lá. Mas isso eu conto depois.

4 comentários:

  1. Oi, pessoal. Tudo bem? :)

    Seu post foi selecionado para a #Viajosfera, do Viaje na Viagem.
    Dá uma olhada em http://www.viajenaviagem.com

    Até mais,
    Natalie - Boia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que boa notícia, Natalie! Ficamos muito felizes. Obrigada! :)

      Excluir
  2. Adorei rever os Países Bálticos aqui! Só não digo que matei a saudade, pois fiquei é com ainda mais vontade de voltar. ;-)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também fico louca para voltar, Camila. Mas também fico louca para conhecer novos lugares! O que fazer? Muito cruel isso! rsrsrrs

      Excluir