23 de dez de 2013

Países Bálticos

Um dia, viajando de Lisboa para Londres, li na revista do avião que Tallinn seria a capital europeia da cultura em 2011. A matéria de 4 páginas fez com que eu saísse do avião completamente apaixonada por Tallinn e decidida a conhecer aquela cidade da qual nunca havia ouvido falar.
Impossível não se apaixonar pelas imagens da medieval Tallinn
Naquela revista fiquei sabendo que Tallinn é a capital da Estônia, que junto com a Letônia e a Lituânia, forma o conjunto de países banhados pelo mar báltico. Os países bálticos fizeram parte da cortina de ferro da antiga URSS, razão pela qual fui obrigada a decorar seus nomes nas aulas de geografia do segundo grau. Não sei porque, mas esse trio de países com nomes combinantes nunca saiu da minha cabeça.
Coincidentemente e por puro acaso, dois anos antes havia ganhado de um colega de trabalho o caderno de turismo da Folha de São Paulo, que trazia uma matéria belíssima sobre a Lituânia. Ele me entregou o jornal e disse: para você, que ama conhecer lugares diferentes. Fiquei tão encantada com a reportagem que guardei o jornal, embora não imaginasse que algum dia fosse de fato conhecer aquele país.
Juntando tudo isso, veio a ideia de uma viagem pelos países bálticos. E para convencer meu pai de ir comigo, combinei os 3 países com uma semana na Rússia, um antigo sonho dele.
O resultado foi uma das melhores e mais surpreendentes viagens que fiz na vida!
Tinha certeza que iria encontrar muita coisa interessante por lá, mas nunca passou pela minha cabeça o que realmente me esperava. Os países bálticos oferecem inúmeras atrações para viajantes loucos por novidades. As cidades são extremamente limpas e organizadas, a arquitetura é única e a influência russa marcante. As capitais são belíssimas e o interior está recheado de castelos e igrejas inesquecíveis. 
O Castelo de Trakai, próximo a Vilnius...
...e o Castelo de Turaida, na Letônia
Além disso, o interior dos países é pacato e pouco urbanizado, sendo que o inglês é algo que ainda não chegou lá, o que com certeza irá garantir algumas boas histórias para contar. Eu e meu pai, por exemplo, passamos mais ou menos 40 minutos em um posto de gasolina na entrada de Riga para Tallinn, entre mímicas e tentativas de encontrar alguém que falasse inglês, para descobrir qual bomba era a da gasolina e qual era a do diesel.
Nosso roteiro incluiu uma road trip partindo de Vilnius, capital da Lituânia, passando pelo interior do país até Riga, capital da Letônia. De Riga, seguimos para o norte, por entre inúmeros castelos medievais rumo à Estônia e sua capital que mais parece uma vila de brinquedo. De quebra ainda pegamos um ferry para um day trip em Helsink, capital da Finlândia. O que vimos ao longo da estrada foram três países minúsculos e muito próximos, mas completamente diferentes um do outro. Em cada um, um encanto. Em todos, muitas surpresas. E para completar tudo isso, a viagem foi feita sob as árvores coloridas do outono, que tingiam de amarelo, laranja e vermelho a belíssima estrada de que corta os Países Bálticos de Vilnius a Tallinn.
O outono marcante do leste europeu
É claro que cada país vai ter um post só dele, mas resumindo, a Lituânia se destaca pela calmaria e pelo catolicismo marcante. A Letônia, pelos castelos medievais e pela arquitetura única de Riga, a mais cosmopolita das capitais bálticas. A Estônia, por sua vez, se destaca pela beleza irretocável de Tallinn. Em comum, bonecas matrioskas, catedrais ortodoxas russas grandiosas e imponentes, povo simpático e educado, quilômetros de natureza intocada e a sensação de estar desbravando um lugar realmente novo que, apesar da forte influência europeia, ainda preserva traços e consequências de sua história recente.
As ruas lindas, limpas de calmas da capital lituana...
... a arquitetura única de Riga...
...e o agito da capital mais cosmopolita dos Bálticos.
O portão de entrada da cidade de medieval de Tallin dá uma amostra do que encontraremos por lá.
Uma viagem para atestar que a Europa Oriental é um verdadeiro tesouro, ainda pouco conhecido entre os viajantes brasileiros.









7 comentários:

  1. Minha viagem pelos países bálticos também foi combinada com uma escapada até a Rússia, mas só fui até São Petersburgo. Viajei de ônibus, mas adoraria ter feito de carro para conhecer melhor o interior dos países. Foi uma viagem maravilhosa, não só pelas lindas cidades e paisagens que conheci, mas, principalmente, pela gentileza das pessoas, mesmo com a barreira linguística. Vou adorar relembrar um pouco da minha viagem aqui. :-)

    ResponderExcluir
  2. Acabei de descobrir o blog e estou aqui babando pelos posts dos Países Bálticos, que eu sou louca para conhecer!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Fernanda. Seja bem vinda. Os Bálticos realmente são sensacionais. Uma das viagens mais incríveis que já fez. Não deixe de ir. Ainda teremos posts sobre Riga, interior da Letônia e Tallinn. Em breve. Abraços.

      Excluir
  3. Olá, Fernanda
    Como foi seu roteiro de carro e quantos dias?
    Obrigado,
    Rubens Leite
    Blog de viagem www.dicasemviagens.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rubens, como vai? Primeiramente me desculpe pela demora... é que fiquei um mês viajando e estava sem acesso a computador. Espero que ainda dê tempo de ajudar. Fiz o roteiro em 7 dias. Comecei em Vilnius, onde passei um dia e duas noites. De lá segui de carro para Riga, parando nas cidades do interior da lituânia. Fiquei em Riga também duas noites e um dia, e essa á a única parte que mudaria na viagem. Ficaria em Riga três dias. De lá segui rumo a Tallin passando pelos castelos do interior da Letônia por mais um dia. Depois fiquei dois dias em Tallin, onde devolvi o carro. Abs.

      Excluir
  4. Oi Rubens, como vai? Primeiramente me desculpe pela demora... é que fiquei um mês viajando e estava sem acesso a computador. Espero que ainda dê tempo de ajudar. Fiz o roteiro em 7 dias. Comecei em Vilnius, onde passei um dia e duas noites. De lá segui de carro para Riga, parando nas cidades do interior da lituânia. Fiquei em Riga também duas noites e um dia, e essa á a única parte que mudaria na viagem. Ficaria em Riga três dias. De lá segui rumo a Tallin passando pelos castelos do interior da Letônia por mais um dia. Depois fiquei dois dias em Tallin, onde devolvi o carro. Abs.

    ResponderExcluir